Tag Archives: Eclipse

Eclipse Galileo

A Fundação Eclipse lançou hoje o release de 2009 do Eclipse, o Galileo http://www.eclipse.org/org/press-release/20090624_galileo.php, com o lançamento simultâneo de 33 projetos.
Neste lançamento eles focaram na expansão da utilização corporativa, em melhorias nas ferramentas de modelagem e melhorias da EclipseRT. Mais informações em infoQ.

Share Button

Exadel Plugin Opensourced e Eventos do Mundo JavaEE

A JBoss lançou o JBoss Tools, um plugin para o Eclipse incluindo o Exadel Studio, Ajax4JSF, RichFaces, Hibernate Tools, JBoss jBPM Tools, Drools IDE, JBoss Application Server Tools e JBoss Seam Tools.

Este é o primeiro passo para Red Hat Developer Studio, que será um ambiente de desenvolvimento integrado.

Os slides do JBoss Webinar (31/05/2007) estão desponíveis no link.

No dia 13 de agosto acontecerá o maior evento de desenvolvimento Java da costa este dos Estados Unidos. O REAL-WORLD JAVA SEMINAR 2007 acontecerá no Hotel Roosevelt em Nova York e abordará temas comerciais e técnicos.
Alguns dos temas serão: Java 6.0, EJB 3 e a API de Persistencia Java, Programação concorrente com Java…

Nos dias 6 a 8 de Novembro acontecerá o ECLIPSE WORLD 2007: THE ENTERPRISE DEVELOPMENT CONFERENCE em Reston, Virginia. Max Katz da Exadel ministrará os “minicursos”: “Developing Rich Internet Applications With JSF and AJAX” e “Using Eclipse to Build Web 2.0 Applications With JSF, Seam and AJAX.”.

Para quem não puder ir, como eu, resta esperar que o material das palestras seja disponibilizado, ou quem sabe um webcast.

Share Button

IBM Technical Briefing (parte 2) – Eclipse: Empowering the universal platform

Dando continuidade ao post anterior, às 13:30 teve início a segunda apresentação do dia. Onde o tema era o Eclipse como plataforma de desenvolvimento universal.

A palestra iniciou com uma apresentação sobre a Fundação Eclipse. A qual a IBM faz parte junto com outras “gigantes” do setor, como a Intel, BEA, Oracle, HP, SAP, Hitachi e muitos outros.

Após essa introdução muito informativa, mas sem conteúdo técnico, foi apresentada a arquitetura do Eclipse com muitos diagramas e animações (que o palestrante disse que se orgulhava muito e pedido para a platéia não bater palmas, pois iria atrasar a palestra…).

Como existem muitos projetos para o Eclipse, foram mostrados apenas os de primeiro nível, ou top level projects: Web Tools Platform project (WTP), Data Tools Platform project (DTP), SOA Tools Platform project (STP), Test and Performance Tools Platform (TPTP), The Eclipse Modeling Project, Device Software Development Platform e Business Intelligence and Reporting Tools project.

Dando seqüência a palestra, foram mostrados alguns dados de pesquisas onde mostram o Eclipse como a principal ferramenta de trabalho entre os desenvolvedores corporativos, com 66,3% do mercado. E alguns dos motivos para isso. Alguns óbvios, como “Todas ferramentas baseadas em Eclipse funcionam da mesma forma”. Outros sem sentido, como “As empresas não precisam escrever seus editores, debbugers e etc”. Outros bem aplicados, como “As empresas podem criar soluções personalizadas de desenvolvimento”.

Muito mais números marcaram essa parte da palestra. Só para citar alguns: “mais de 1 milhão de usuários em mais de 125 países”, “mais de mil plug-ins”, “centenas de artigos”…

Um estudo de caso muito interessante citado foi o do Laboratório de Propulsão de Jatos da NASA. Que utilizou o Eclipse como plataforma para o software que controlou o robozinho da missão à Marte.

A parte mais “prática da palestra”, com menos números e casos de sucesso, iniciou quando foram faladas sobre e mostrados os plug-ins Java Development Tools (JDT), C/C++ Development Tools (CDT), COBOL IDE, Visual Editor (VE) e PHP Development Tools (PDT).

Nada de novidade aqui. A maior parte do tempo foi voltada para o JDT e suas perspectivas e “addons”: editor, assistente de código, corretor rápido, organizador e importação, debbuger, etc… Ou seja, tudo que a maioria dos desenvolvedores Java já conhecem.

Para os outros DTs (Ferramentas de Desenvolvimento, ou plug-ins) foi a mesma coisa. Uma passada rápida sobre as diversas perspectivas.

A segunda metade da palestra foi sobre as ferramentas de desenvolvimento WEB – Web Tools Platform (WTP), Data Tools Platform (DTP) e Ajax Tools Framework (ATF) – e algúmas demonstrações que custaram a funcionar. Mais também com o Eclipse carregado de plug-ins como aquele estava, não era para menos. Pode não ser prático as vezes, mas em minha máquina, eu tenho um Eclipse para cada plug-in não “correlacionado”, como o PDT, CDT, e Java’s…

Para mim a parte mais interessante da palestra foi quando o palestrante falou sobre o Plug-in Development Environment (PDE). Que teve menos falação e foi mostrado como fazer um plug-in para o Eclipse, utilizando o próprio Eclipse, com tudo que um plug-in de respeito tem: Tela de boas vindas, item de menu, ícone na barra de ferramenta, preferencia, help…

A palestra terminou falando da Eclipse Rich Client Platform, mostrando o Eclipse como aplicativo para usuário final e power users, que requerem ferramentas avançadas e de prática utilização.
Fazendo um overview sobre este Briefing, como o Briefing da manhã, este também foi voltado ao público menos familiarizado com as ferramentas apresentadas. Realmente era esse público o maior presente neste dia. Claro que tinha algumas figuras já famosas do meio (alguns a caráter com camisa da SUN e tudo…).

O material desse Briefing pode ser baixado em: IBM Developer Works.

Share Button