Category Archives: Linux

Certificado Digital A3 (Token GD StarSign) no Fedora 26

À algum tempo utilizo um Certificado Digital A3 armazenado em um Token Criptográfico da Giesecke & Devrient, modelo StarSign como o da imagem abaixo. Mas sempre que precisava do certificado eu tinha que utilizar um computador com Microsoft Windows, pois até então não havia encontrado driver ou gerenciador que funcionasse corretamente no Fedora 23 à 26.

Token GD StarSign

Recentemente (Setembro de 2017) precisei utilizar o Certificado Digital, mas não dispunha de computador com Microsoft Windows instalado, então a opção era tentar instalar o gerenciador no Fedora 26, ou tentar utilizar o Token em uma máquina virtual com Windows.

Tentativas de Instalação

Como não encontrei o gerenciador para minha distribuição, resolvi baixar vários e ir tentando instalar cada um manualmente. Encontrei gerenciadores para Fedora 13, Ubuntu 14, Red Hat, CentOS e outros.

Primeiro tentei instalar o gerenciador para Fedora 13, porém não consegui por conflito com outros pacotes já instalados. Depois tentei instalar o pacote para Red Hat, que faltava dependências não encontradas nos repositórios do Fedora 26. E por fim tentei instalar o RPM do CentOS, e para minha surpresa, todas dependências foram resolvidas e foi instalado corretamente.

O pacote para CentOS, que funciona no Fedora 26, do gerenciador de certificados pode ser encontrado no site da Prodemge, neste link.

Instalação e Utilização

Para instalar o pacote, basta utilizar o comando “dnf install” passando o caminho do arquivo, que o gerenciador de pacotes do Fedora verificará as dependencias e pedir a confirmação da instalação.

$ sudo dnf install SafeSignIC3.0.112-x86_64-centos7-tu-admin.rpm
Last metadata expiration check: 2:37:11 ago on Thu 21 Sep 2017 02:28:45 PM -03.
Dependencies resolved.
=========================================================================================================
 Package Arch Version Repository Size
=========================================================================================================
Installing:
 SafeSign_Identity_Client x86_64 3.0.112-10 @commandline 4.7 M
Installing dependencies:
 libpng15 x86_64 1.5.28-2.fc26 fedora 97 k

Transaction Summary
=========================================================================================================
Install 2 Packages

Total size: 4.8 M
Total download size: 97 k
Installed size: 20 M
Is this ok [y/N]: y
Downloading Packages:
libpng15-1.5.28-2.fc26.x86_64.rpm 59 kB/s | 97 kB 00:01 
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
Total 29 kB/s | 97 kB 00:03 
Running transaction check
Transaction check succeeded.
Running transaction test
Transaction test succeeded.
Running transaction
 Preparing : 1/1 
 Installing : libpng15-1.5.28-2.fc26.x86_64 1/2 
 Running scriptlet: libpng15-1.5.28-2.fc26.x86_64 1/2 
 Installing : SafeSign_Identity_Client-3.0.112-10.x86_64 2/2 
 Running scriptlet: SafeSign_Identity_Client-3.0.112-10.x86_64 2/2 
 Verifying : SafeSign_Identity_Client-3.0.112-10.x86_64 1/2 
 Verifying : libpng15-1.5.28-2.fc26.x86_64 2/2

Installed:
 SafeSign_Identity_Client.x86_64 3.0.112-10 libpng15.x86_64 1.5.28-2.fc26

Complete!

O comando para ler o Token e instalar o plugin no Firefox é “tokenadmin”, que abre uma interface gráfica para gerenciamento dos tokens.

$ tokenadmin

Token Administration Utility

Install SafeSign in Firefox

 

Com token reconhecido pelo gerenciador e plugin instalado no Firefox, basta abrir o navegador que ao acessar algum site que requeira o certificado digital ele vai pedir a senha do token automaticamente. E não é necessário abrir novamente o gerenciador para utilizar o token no Firefox.

“That’s all Folks!”

Share Button

MongoDB 3.2 no Fedora 23 e 24

Recentemente precisei instalar o MongoDB 3.2 no Fedora 23 e 24 para um artigo que estou escrevendo para uma revista. Porém nos repositórios do Fedora a última versão disponível é a 3.0, e eu preciso da 3.2 para testar as novas funcionalidades de validação de documentos.

mongo-vs-fedora

Verificando na documentação do MongoDB, só encontrei as informações para instalar no Red Hat Linux. E apesar deles dizerem que as mesmas instruções servem para o Fedora, elas não servem, pelo menos não sem um pequeno ajuste que não é citado em nenhum lugar.

Os passos para instalar o MongoDB 3.2 no Fedora 23 e 24 são os seguintes:

1 – Criar o arquivo do repositório do MongoDB em /etc/yum.repos.d/mongodb-org-3.2.repo com o seguinte conteúdo (já ajustado para o Fedora):

[mongodb-org-3.2]
name=MongoDB Repository
baseurl=https://repo.mongodb.org/yum/redhat/7/mongodb-org/3.2/x86_64/
gpgcheck=1
enabled=1
gpgkey=https://www.mongodb.org/static/pgp/server-3.2.asc

Este é o mesmo conteúdo presente na documentação do MongoDB, com a baseurl alterada para forçar ao utilizar a versão para Red Hat 7 (baseurl=https://repo.mongodb.org/yum/redhat/7/mongodb-org/3.2/x86_64/) . Essa alteração é necessária porque o repositório foi criado para o Red Hat Linux e não para o Fedora.

2 – Instalar o mongodb-org com o dnf:

sudo dnf install -y mongodb-org

Feito isso, é necessário configurar e rodar o serviço. Mas isso já é assunto para um outro post. 😉

Share Button

Linux 64 bits

Após várias tentativas e desistências em utilizar uma distribuição de Linux 64 bits, finalmente, agora estou rodando o Fedora 16 64 bits no notebook Dell XPS 15.

As diversas desistências foram por falta de suporte das ferramentas que utilizo para trabalhar. E pela complexidade em manter um sistema híbrido 64 bits com bibliotecas 32 bits, o que tornava o sistema muito instável.

As primeiras tentativas em um notebook Acer Aspire 64 bits foram com o Slamd 64, uma variação do Slackware 12 32 bits, já que este não possuía versão nativa para 64 bits.

Algum tempo depois, tentei utilizar o Ubuntu 8.04 64 bits no notebook Dell Inspiron 1525, utilizando inclusive pacotes que teoricamente facilitariam a vida de quem optasse por 64 bits.

Desta vez estava na dúvida entre instalar o Ubuntu 11.10 e o Fedora 16, ambos nas versões 64 bits. Mas como já vinha utilizando o Ubuntu a muito tempo, resolvi sair da zona de conforto e tentar algo novo, optando pelo Fedora 16.

Instalação

A instalação é muito simples, como qualquer distribuição de Linux moderna. Até mesmo o particionamento de disco do Fedora é bem simples e pode ser utilizada sem problemas a sugestão padrão, que separa a partição para swap, boot, sistema e home.

O único problema encontrado na instalação, foi no primeiro boot do sistema. Ao tentar iniciar o boot-loader Grub não era encontrado. A solução foi alterar a ordem de boot no bios, deixando o disco rígido como primeira opção de boot, o que não é um grande transtorno. Mas não encontrei esta informação em nenhum lugar, então perdi algumas horas tentando solucionar este problema.

Conclusões

Demorei a aderir ao 64 bits, mesmo tendo maquinas nesta plataforma a um bom tempo. Mas agora que estou trabalhando e estudando com 64 bits sem nenhum problema de compatibilidade de programas ou bibliotecas, não penso em voltar para plataforma 32 bits. Afinal de que adianta ter um hardware moderno se os software ainda estão no passado?

 

Share Button